sábado, 28 de novembro de 2009

Uma curva não é o fim da estrada

Segundo o Blog InconscienteColetivo, Mary Pickford disse que quebrar um antigo hábito não é o fim da estrada, é somente uma curva na estrada. E cair não é fracassar, a menos que você deixe de se levantar.
Essa idéia também é conhecida assim:
- Uma curva só será o fim da estrada se você falhar na direção.
Imagem do Blog do Rivanildo

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Pensamentos irracionais em mentes racionais II

Percepções extremadas de um evento, feitas por alguém estressado, podem parecer loucura da perspectiva de um terceiro.
Essa loucura é simplesmente a soma do estresse com o pensamento irracional.
Este tipo de pensamentos permite à parte estressada permanecer como vítima evitando toda responsabilidade situacional.

Fonte: MarcandAngel

Imagem do Site Cartoon Stock

sábado, 21 de novembro de 2009

Pensamentos irracionais em mentes racionais I





Segundo o blog MarcandAngel pensamentos irracionais ocorrem ocasionalmente nas mentes de todos os povos, pois a inteligência não torna alguém imune ao pensamento irracional. Estes pensamentos tipicamente confundem nossas mentes com sentimentos de ressentimento e desgosto.
- Às vezes, eles são baseados em mecanismos de defesa interna que desenvolvemos para atenuar a raiva pessoal, numa tentativa de evitar enfrentar a verdade sobre nós mesmos ou nossas circunstâncias imediatas.
- Se alguém se impõe expectativas
rigorosas relacionadas a um problema estressante, em si mesmo ou aos seus companheiros próximos, é provável que o pensamento irracional se instale, e todas as partes envolvidas, provavelmente vão vivenciar sofrimento emocional desnecessário.

Veja esta lista dos 10 pensamentos irracionais nos quais as pessoas racionais caem mais freqüentemente, como vítimas de um ou outro ponto:

1.Erros nunca são aceitáveis. Se eu fizer um, isso significa que eu sou incompetente.
2.Quando alguém discorda de mim, é um ataque pessoal contra mim.
3.Para ser feliz na vida, devo ser querido por todas as pessoas.
4.Meu verdadeiro valor como indivíduo depende do que os outros pensam de mim.
5.Se eu não estou envolvido em um relacionamento íntimo, estou completamente sozinho.
6.Não há uma área cinzenta. O sucesso é preto e o fracasso é branco.
7.Nada acaba do jeito que você quer.
8.Se o resultado não foi perfeito, foi um completo fracasso.
9.Estou no controle absoluto da minha vida. Se algo ruim acontece, é minha culpa.
10.O passado sempre se repete. Foi verdade então, e deve ser verdade agora.
Imagem do Site MightyWombat

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Princípios de Nuremberg

Em 20 de Novembro de 1945, portanto 64 anos atrás, teve início o Tribunal de Nuremberg, ou Julgamentos de Nuremberg. Ali foram estabelecidos os 7 Princípios de Nuremberg que passaram a balizar crimes no âmbito mundial, ou seja, além das fronteiras nacionais.

Esses princípios adotaram premissas muito interessantes, que implicam em preponderância da maioria, ou dos mais fortes, sobre a minoria, ou mais fracos, e de convergência, como por exemplo:



  • Ainda que a lei local (nacional) não considere certa ação como criminosa, seus perpetradores serão julgados e considerados como criminosos pela lei internacional. Assim, um chefe de governo ou um subalterno, que alegue obediência a leis nacionais não se exime da acusação e condenação por crime perante as leis internacionais.
  • Mesmo que um país não seja signatário de um Tratado ou conjunto de leis, mas se estas tiverem sido assinadas por um grupo suficiente de países, e estiverem em efeito por um razoável período de tempo, este país não signatário também está sujeito a este Tratado.
Dá o que pensar, não é?
Imagem do Site Falconi Espiritismo

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O que é Estruturalismo?

Estruturalismo é a escola de pensamento segundo a qual "estruturas" universais fundamentam toda a atividade humana, dando forma a culturas e criações aparentemente díspares.

Claude Lévi-Strauss, recentemente falecido, construiu suas idéias baseando-se neste conceito.
Para ele o uso da razão cria elementos universais que podem ser encontrados em todas as culturas e em todas as épocas. Ficou conhecido como um estruturalista por causa da sua convicção de que uma unidade estrutural está na base de toda criação de mitos da humanidade, e mostrou como esses temas universais agiam nas sociedades, até mesmo na maneira como uma aldeia é projetada.

Além disto propôs que a mitologia de cada cultura era criada em torno de opostos: quente e frio, crú e cozido, animal e humano. E era por meio desses conceitos "binários" opostos, dizia ele, que a humanidade adquiria uma compreensão do mundo.

Fonte: Edward Rothstein - The New York Times via Estadão.



Imagem do Blog Solysmar Oliveira

sábado, 7 de novembro de 2009

Incentivo é o que conta

  • Não importa se o seu objetivo é vencer uma guerra ou persuadir as abelhas à polinizar, o que conta é o incentivo.
  • Há dois tipos de incentivo: a cenoura e o porrete.

Robert J. Aumann, especialista na Teoria dos Jogos, d
o Centro de Israel Para o Estudo da Racionalidade, em entrevista à Veja.

Stats

Stat