domingo, 23 de dezembro de 2012

O dialogo com um inimigo é essencial

- Embora se diga que ao falar com um inimigo você o legitima, o diálogo com um inimigo é essencialEu percebi que não há nada a perder, pois por não falar com um inimigo você não o deslegitima. Portanto, isto convenceu-me que todos nós temos sido muito superficiais em lidar com nossos inimigos. 
Imagem do JornalDaMulher
Nem tudo que você tenta é bem sucedido, mas você tem que estar disposto a tentar. Se você falha 10 vezes, e tem sucesso uma vez, o sucesso supera as falhas. Efraim Halevy


sábado, 15 de dezembro de 2012

Planos são inúteis, mas planejamento é tudo

- Conto essa história para ilustrar a verdade da afirmação que ouvi há muito tempo no Exército: Os planos são inúteis, mas o planejamento é tudo. 
Há uma distinção muito grande, porque quando você está planejando para uma emergência, você deve começar com uma coisa: a própria definição de "emergência" que é algo inesperado, portanto, não vai acontecer do jeito que você está planejando.
Imagem do Site PapoEmpreendedorismo
Dwight D. Eisenhower,  em 1957 no discurso para a Conferência Executiva de Defesa Reserva Nacional em Washington, DC.

sábado, 8 de dezembro de 2012

Nenhum inimigo pode feri-lo mais do que...

Nenhum inimigo pode feri-lo mais do que seus próprios sentimentos negativos. Aja como se você, antes de sair da sala, se lembrasse de esvaziar o cesto de lixo. S.W.Morgan (Aumente sua Motivação - Melhore seus Resultados). Ideia compartilhada por Eleanor Roosevelt.

sábado, 24 de novembro de 2012

Quando a cautela vira indecisão?



Mario Cortela, respondendo à pergunta acima, citou esta parte do Poema de Álvaro de Campos (Heterônimo de Fernando Pessoa) que resume bem esta ideia:

Não há que fazer nada 
Na véspera de não partir nunca.

sábado, 17 de novembro de 2012

Sempre se cresce em direção ao passado

Na época eu não sabia que apesar de crescer, e por mais que se mire no futuro, sempre se cresce em direção ao passado, em busca, talvez, do primeiro deslumbramento.
Juan Marsé, no livro El Embrujo de Shanghai 

sábado, 10 de novembro de 2012

A quem cabe decidir?

Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir. Cora Coralina
Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir. (Cora Coralina)

sábado, 3 de novembro de 2012

Fim com dor, ou dor sem fim?

Melhor um fim doloroso, do que a dor sem fim. 
Fausto, personagem de Goethe.

Há uma versão tupiniquim que é assim: 
Melhor um fim horroroso, do que um horror sem fim.

sábado, 27 de outubro de 2012

O que quer que você possa fazer ou sonhe que possa, faça. Coragem contém genialidade, poder e magia. Comece agora

by Peter Lik 
Em relação a todos os atos de iniciativa e de criação, existe uma verdade fundamental cujo desconhecimento mata inúmeras idéias e planos esplêndidos: a de que no momento em que nos comprometemos definitivamente, a providência move-se também. Toda uma corrente de acontecimentos brota da decisão, fazendo surgir a nosso favor toda sorte de incidentes e encontros e assistência material que nenhum homem sonharia que viesse em sua direção. O que quer que você possa fazer ou sonhe que possa, faça. Coragem contém genialidade, poder e magia. Comece agora! Texto de Johann Wolfgang Von Goethe, via site ronaud.com

domingo, 21 de outubro de 2012

Saber e não Saber - Há quatro tipos . . .

Há quatro tipos de homens:
1. Aquele que sabe e sabe que sabe ... Seu cavalo de sabedoria vai chegar aos céus.
2. Aquele que sabe, mas não sabe que sabe ... Este está dormindo, então você deve despertá-lo!
3. Aquele que não sabe, mas sabe que não sabe ... Sua mula manca acabará por levá-lo para casa.
4. Aquele que não sabe e não sabe que não sabe ... Este ficará eternamente perdido em sua letargia desesperançada! 
Ibn YaminPoeta Tajique Persa do Século XIII.
Imagem do Blog DoRodrigoCaldeira

sábado, 13 de outubro de 2012

sábado, 6 de outubro de 2012

domingo, 30 de setembro de 2012

Decisão errada...às vezes também acontece!

Quem decide melhor ganha o campeonato. Quem decide errado sempre paga caro. E quem não decide leva a fama de amarelão. Zagallo, ex-técnico da seleção masculina de futebol, ao ser questionado em uma entrevista se hoje ele colocaria o Ronaldo para jogar depois de o Fenômeno ter tido uma crise convulsiva poucas horas antes da final da Copa de 1998 contra a França respondeu:
- Não importa o que eu penso agora, o que importa é que eu decidi o que me pareceu melhor naquele momento. 
Roberto Shinyashiki, no UOL.
Nada é mais difícil, e por isso mais precioso, 
do que ser capaz de decidir. 
Frase de Napoleão Bonaparte no Blog Travetor  

sábado, 22 de setembro de 2012

O que é um filho?

Imagem do Site Migalhas
Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo! 
Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? 
Foi apenas um empréstimo...
Jose Saramago, via Pensador.

sábado, 15 de setembro de 2012

Semear para já ou para o futuro?

O Semeador - Van Gogh
Aquele que semeia trigo se prepara para o ano em curso.
O que planta uma árvore se prepara para o ano seguinte.  
Já aquele que educa uma alma prepara as próximas gerações. Provérbio Judaico.

sábado, 8 de setembro de 2012

O inimigo é uma coisa útil, se você não tiver um, faça um

Esse é o título de um dos capítulos do livro "Democracia ou Dmvqrazh" do escritor de novelas religiosas iraniano Seyed Mehdi Shojaee
Nele, o autor critica os dirigentes do país (o líder supremo Khamenei, e o presidente Ahmadinejad)  por abusarem dos ensinamentos islâmicos em seu próprio benefício.
O livro define "inimigo" como uma entidade "que você pode culpar por todos os seus próprios erros e defeitos".

sábado, 1 de setembro de 2012

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Como deixar de ser reativo?

Sempre que nos encontramos em um estado reativo, geralmente percebemos nossas emoções reativas. Mas, para transformar nossa reatividade, precisamos enxergar o pensamento que a causou.
Imagem do Blog Sutilezas da Alma e Mente
Da mesma maneira que uma árvore tem quatro níveis básicos de manifestação – semente, tronco, galhos e frutos – nós também passamos por quatro níveis em nossa realidade. A semente corresponde à consciência (aquela voz quase inaudível); o tronco corresponde aos sentimentos e emoções, os galhos correspondem às ações, e os frutos representam a nossa realidade.
Mesmo que tentemos nos fechar para esses sentimentos reativos, se não mudarmos nossa consciência, impedindo que esses sentimentos cresçam, na semente, então, não estaremos mudando de verdade nossa natureza reativa. (R.Yehuda Berg, no seu Blog Sintonia).

sábado, 25 de agosto de 2012

Tática moral requer objetivo moral

Imagem do Blog Fatireis
É importante não só que suas táticas sejam captadas como éticas, mas que o público também entenda seu objetivo como moral. Gandhi, citado no Campus Watch

sábado, 11 de agosto de 2012

domingo, 5 de agosto de 2012

O Ano de Janusz Korczak

A Polônia definiu este ano de 2012 como o Ano de Janusz Korczak (pseudônimo de Henryk Goldszmit) . Neste ano ocorre também o centésimo aniversário de um dos orfanatos (Casa dos Órfãos em Varsóvia) por ele fundado. Amanhã, ou no dia seguinte, será o aniversário de 70 anos do início da morte deste pedagogo judeu polonês no campo de extermínio em Treblinka.

Desenho de Janusz Korczak - ele e suas 200 crianças. Blog do Hiran Pinel

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Mergulhar para purificar

Os kabalistas nos ensinam que a imersão em água é uma das melhores ferramentas para nos curarmos espiritualmente. Referem-se ao “ Mikveh”, uma piscina de água projetada com o fim específico de purificar nosso corpo e alma.
A alma é a forma terrena mais próxima da essência da Luz do Criador. Pense na água como Luz líquida. Mais de 70% de nosso corpo é constituído de água. Quando o corpo fica totalmente submerso, de tal forma que nem mesmo um único fio de cabelo permanece fora da água, a escuridão espiritual é purificada.

Imagem do Blog Caminhos Cabalisticos
Mikvehs especiais existem no mundo inteiro, construídos de acordo com medidas específicas. Mas se não for possível fazer o mergulho em um deles, você poderá fazer essa purificação no mar, em um lago ou em qualquer outro local de acúmulo natural de água. Se não tiver acesso a nenhum deles, até mesmo uma piscina comum pode servirR. Yehuda Berg via Sintonia Diária.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Certeza: A consciência cria a realidade

O que desejamos é o que recebemos. Se tivermos certeza, receberemos a energia da certeza. 
Imagem do Blógui- Ci
Se respondermos às crises com coragem e pensamento positivo, aumentaremos as chances de obter sucesso como resultado.
Dê um fim à incerteza e à duvida. Não deixe que os interesses do Oponente interno sejam atendidos. Ao oferecer resistência ao medo, criamos um espaço para a Luz preencher. R. Yehuda Berg via Sintonia Diária.

sábado, 14 de julho de 2012

sábado, 7 de julho de 2012

terça-feira, 3 de julho de 2012

Humilhado? O ego encolhe, mas a alma floresce

Quando ficamos constrangidos, nosso ego encolhe, mas nossa alma floresce. 
Por exemplo, vamos imaginar que cometemos um erro. 
Imagem do Blog do XicoSá
Se todos perceberem e a nossa falha vier a público, podemos reagir e tentar disfarçá-la. 
Ou podemos encarar esse erro como uma oportunidade de acabar com o nosso ego.
Tente amar a humilhação. No final, sua alma brilhará e seu ego se esconderá, e as pessoas o verão como você realmente éR. Yehuda Berg via Sintonia Diária.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Qual é o contrário de Amor?

O coração não pode conter medo e amor ao mesmo tempo. Quando nossos corações contém medo, não podemos amar. O medo é a preocupação de não recebermos o que precisamos. Amar é compartilhar com outra pessoa.
Foto do Blog Crônicas do Mundo Meu
Quando caminhamos com amor no coração, vivendo com amor, estabelecemos afinidade com o Criador e não há necessidade de ter medo. O amor é a mais forte de todas as energias.R. Yehuda Berg via Sintonia Diária.

sábado, 23 de junho de 2012

Nos encontramos com o inimigo . . . RIO+20

Imagem e Texto do Blog Bites Daily
Nos encontramos com o inimigo e "ele" é "nós".  
Essa citação do cartunista Walt Kelly, nesse poster de 1970, para o primeiro Earth Day, Dia da Terra, é uma paródia de uma mensagem de 1813, trocada entre militares do Exército dos EUA, afirmando: 
- Nos encontramos com os inimigos, e "eles" somos "nós".
Será que já nos encontramos com nossos inimigos do meio-ambiente? O Rio+20 poderia ser o Earth Day +42.
E, Pogo, o personagem deste cartum, é um...gamba!





quarta-feira, 20 de junho de 2012

É do meu jeito, ou não tem jeito


Às vezes a raiva tem origem na mentalidade “ou é do meu jeito, ou não tem jeito”. 
Foto do Blog Piloenzinhos
Se você sente raiva quando as coisas não saem do seu jeito, pense no seguinte: se nosso jeito é o perfeito por que estamos neste mundo?

Estamos nesse mundo para mudar nossa percepção, mudar nossos sentimentos, mudar de ideia. Existimos para poder mudar nossa maneira de observar os fatos. Talvez o que percebemos como sendo o certo simplesmente não seja.

Se quisermos enxergar uma nova realidade, temos que parar de empurrar nossa realidade goela abaixo e estar abertos para enxergar um jeito novo. R. Yehuda Berg no Sintonia Diária.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

O que são momentos ruins?

Não existem “momentos ruins” - apenas testes.

E, o que é um teste? 
Imagem do Site Planeta Mais
- É a maneira de aprendermos a escolher o amor no lugar da preocupação. A força amorosa está sempre no centro de todas as situações dolorosas. 

A única coisa que nos impede de perceber isso é o  nosso sistema de crenças que nessa hora de dor nos faz acreditar que fizemos algo errado, que estamos passando por um momento ruim.
Baseado no texto do R. Yehuda Berg via Sintonia Diária.

sábado, 26 de maio de 2012

Como interpretar a Bíblia?

Basicamente há tês categorias de interpretação:
  • Há versos que quando tomados literalmente violam um preceito teológico ou filosófico conhecido e, por conseguinte, devem ser entendidos alegoricamente. 
    Imagem do Blog Compartilhando e Criando Informação
  • Há outros que, apesar de não violarem qualquer filosofia ou teologia, sua interpretação não tem nenhuma expressão prática. Portanto, nesses casos não importa se as pessoas acreditam na verdade da história contada, ou acreditam ser uma alegoria.
  • Existem ainda outros versos que, quando compreendidos literalmente apoiam crenças tradicionais básicas, e não contradizem as verdades filosóficas. Eles, portanto, devem ser entendidos literalmente em apoio à tradição.  
Rabi Moshe Ben Maimon, o Rambam, mencionado no trabalho "Maimonides and Importance of Resurrection".



quarta-feira, 23 de maio de 2012

O que é a abertura dos bons olhos? Enxergando o melhor nas pessoas

Foto do Site Fato Novo
Quando enxergamos o melhor nas pessoas, um portão interno que permite a entrada de bênçãos em nossas vidas se abre. Os kabalistas denominam esse tipo de visão “abertura dos bons olhos”. Quando enxergamos com nosso “olho gordo”, esse portão se fecha.

Pense que é do seu interesse enxergar o melhor nas piores pessoas. 
R. Yehuda Berg no Sintonia Diária.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

sábado, 12 de maio de 2012

15 de Maio, Dia Internacional da Família

Família é prato difícil de preparar. São muitos ingredientes. Reunir todos é um problema - principalmente no Natal e no Ano-Novo. Pouco importa a qualidade da panela, fazer uma família exige coragem, devoção e paciência. Não é para qualquer um. Os truques, os segredos, o imprevisível. 
Ás vezes, dá até vontade de desistir. Preferimos o desconforto do estômago vazio. Vêm a preguiça, a conhecida falta de imaginação sobre o que se vai comer e aquele fastio. Mas a vida - azeitona verde no palito - sempre arruma um jeito de nos entusiasmar e abrir o apetite.
O tempo põe a mesa, determina o número de cadeiras e os lugares. Súbito, feito milagre, a família está servida. Fulana sai a mais inteligente de todas. Beltrano veio no ponto, é o mais brincalhão e comunicativo, unanimidade. Sicrano - quem diria? - solou, endureceu, murchou antes do tempo. Este, o mais gordo e generoso, farto, abundante. Aquele o que surpreendeu e foi morar longe. Ela, a mais apaixonada. A outra, a mais consistente. 
- E você? 
- É, você mesmo, que me lê os pensamentos e veio aqui me fazer companhia. 
- Como saiu no álbum de retratos? O mais prático e objetivo? A mais sentimental? A mais prestativa? O que nunca quis nada com o trabalho? Seja quem for, não fique aí reclamando do gênero ou do grau comparativo. Reúna essas tantas afinidades e antipatias que fazem parte da sua vida. Não há pressa. Eu espero. 
- Já estão aí? Todas? 
- Ótimo. Agora, ponha o avental, pegue a tábua, a faca mais afiada e tome alguns cuidados. Logo, logo, você também estará cheirando a alho e a cebola. Não se envergonhe se chorar. Família é prato que emociona. E a gente chora mesmo. De alegria, de raiva ou de tristeza. Primeiro cuidado: temperos exóticos alteram o sabor do parentesco. Mas, se misturadas com delicadeza, essas especiarias - que quase sempre vêm da áfrica e do oriente e nos parecem estranhas ao paladar - tornam a família muito mais colorida, interessante e saborosa. 
- Atenção também com os pesos e as medidas. Uma pitada a mais disso ou daquilo e, pronto, é um verdadeiro desastre. Família é prato extremamente sensível. Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido. Outra coisa: 
- É preciso ter boa mão, ser profissional. Principalmente na hora que se decide meter a colher. Saber meter a colher é verdadeira arte. Uma grande amiga minha desandou a receita de toda a família, só porque meteu a colher na hora errada. O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita. Bobagem. Tudo ilusão. Não existe "Família à Oswaldo Aranha", "Família à Rossini", "Família à Belle Meunière" ou "Família ao Molho Pardo" - em que o sangue é fundamental para o preparo da iguaria. Família é afinidade, é "À Moda da Casa". E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito. Há famílias doces. Outras, meio amargas. Outras, apimentadíssimas. Há também as que não têm gosto de nada - seriam assim um tipo de "Família Diet", que você suporta só para manter a linha. 
Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo. Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir. Há famílias, por exemplo, que levam muito tempo para serem preparadas. Fica aquela receita cheia de recomendações de se fazer assim ou assado - uma chatice! Outras, ao contrário, se fazem de repente, de uma hora para outra, por atração física incontrolável - quase sempre de noite. Você acorda de manhã, feliz da vida, e quando vai ver já está com a família feita. por isso é bom saber a hora certa de abaixar o fogo. Já vi famílias inteiras abortadas por causa de fogo alto. Enfim, receita de família não se copia, se inventa. A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia-a-dia. A gente cata um registro ali, de alguém que sabe e conta, e outro aqui, que ficou no pedaço de papel.
Por pior que seja o paladar, família é prato que você tem que experimentar e comer. Se puder saborear, saboreie. Não ligue para etiquetas. Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana, na louça, no alumínio ou no barro. Aproveite ao máximo. Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete.
Do Livro Arroz de Palma de Francisco Azevedo.

sábado, 28 de abril de 2012

O que é “Espaço Compartilhado”?

É um conceito de planejamento urbano que está trazendo um novo paradigma. No “Espaço Compartilhado” (“Shared Space”, "Espacio Compartido") busca-se uma mudança urbana para integrar o tráfego de veículos com as atividades humanas, e não isolá-las como acontecia antes. A ideia nasceu em 2004. Hans Monderman, um  conhecido especialista europeu na gestão de trânsito e principal proponente desta ideia dizia: 
- Isto é para as pessoas interagirem naturalmente em público; você não precisa colocar sinais de tráfego em uma festa de aniversários, certo?
Imagem Espinillo.Org

Um dos seus trabalhos mais emblemáticos ocorreu em Oosterwolde, Holanda. Uma junção de cinco ruas foi transformada em uma praça pública onde circulam tranquilamente pedestres, ciclistas e motoristas. O pavimento vermelho - uma característica de todos esses projetos, delimita o “Espaço Compartilhado”.
Imagem Espinillo.Org

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Quanto realmente escutamos?

Imagem do Blog Inevitable And Not Think
A maioria de nós teve a sorte de ser abençoado com a capacidade de ouvir; mas quanto realmente escutamos? Você se surpreenderia com o número de vezes em que recebemos soluções para os nossos problemas, mas ficamos tão ocupados falando, que não conseguimos parar para escutá-las. Quantas vezes nos pegamos pensando mais no que vamos dizer em seguida do que escutando o que a outra pessoa está nos dizendo?
Na maioria das vezes, as palavras entram por um ouvido e saem pelo outro.
A importância de escutar os outros é algo que as pessoas de nível espiritual elevado sempre entenderam. Não importa se as pessoas estão certas ou erradas, temos a responsabilidade de escutá-las. Se não cumprirmos com essa responsabilidade, como poderemos esperar que os outros nos escutem?
Se quisermos atingir o nível em que os outros nos escutam, vamos então nos concentrar em escutar cuidadosamente os outros.

Quando abrimos nossos ouvidos, abrimos nossos corações para nos tornar realmente envolvidos com os outros.
R. Yehuda Berg no Sintonia Diária.

sábado, 21 de abril de 2012

A linguagem dos Piraãs

A Língua Piraã se vaIe de sufixos que chancelam o grau de veracidade do que está sendo dito. São três sufixos: um informa que “eu vi isso com meus próprios olhos”, outro revela que “alguém me contou isso” e um terceiro atesta que “eu digo isso com base em evidências”.
Esse cuidado é reflexo de um valor cultural especialmente caro aos píraãs. Para eles, é indispensável que o interlocutor apresente provas do que está afirmando. Os píraãs têm outras estruturas que são resultado claro da influência da cultura. Eles não conhecem os números. Só conseguem mensurar as quantidades e os volumes em pouco ou muito.
Para eles, saber contar claramente não seria uma vantagem evolutiva. Identificar com precisão cada animal e árvore da floresta era decisivo e, como resultado, os píraãs desenvolveram um complexo e vasto vocabulário sobre isso. DanieEverett, na Revista Veja via Slide Share do Sérgio Czajkowski Jr 
Imagem do Jornal Tribuna de Macau

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Lendo nas entrelinhas: o que os outros nos dizem mostra o que é preciso fazer no momento, e nesta vida.

É importante desenvolver a capacidade de ouvir e de ler nas entrelinhas, porque o Criador fala conosco por meio das pessoas. As palavras que os outros nos dizem são a forma do Criador nos mostrar o que precisamos fazer neste momento e nesta vida. Nunca subestime o que uma pessoa - qualquer pessoa, disser a você. R. Yehuda Berg no Sintonia Diária.

sábado, 14 de abril de 2012

Qual é a ferramenta mais importante do homem?

A Linguagem é a ferramenta mais importante do homem. É ela que nos faz humanos. 
Pela fala e, depois pela escrita conseguimos formular pensamentos e acumular conhecimentos no decorrer das gerações. DanieEverett, na Revista Veja via Slide Share do Sérgio Czajkowski Jr 

quarta-feira, 11 de abril de 2012

A "conexão" é só o meio para alcançar o objetivo final, não é o próprio objetivo!

José vivia há muito tempo atrás em Jerusalém. 
Ele precisava desesperadamente encontrar trabalho para sustentar sua família. Uma noite,  teve um sonho sobre um tesouro enterrado debaixo do palácio na cidade de Vilna, na Lituânia. 
Embora Vilna fosse situada ao norte da Europa, a milhares de quilômetros de Jerusalém, ele resolveu ir até lá para encontrar o tesouro. A viagem levou quatro meses e quando José chegou ao palácio, foi imediatamente confrontado pelos guardas do rei. Ele ficou tentado a mentir sobre o motivo de sua longa viagem, mas decidiu que dizer a verdade era o melhor caminho, já que não havia feito nada de errado. Assim, contou seu sonho ao capitão e ao ouvi-lo, o capitão começou a rir. 
- Se eu desse ouvidos a todos os meus sonhos, estaria em Jerusalém nesse instante. Sabe, essa noite mesmo eu tive um sonho sobre um homem que possui um tesouro enterrado em baixo de sua casa!
Pela descrição que o capitão fez da casa, José se deu conta de que ele era o homem e que o tesouro estava em baixo da sua própria casa. Nesse momento, José entendeu o motivo real da sua viagem: aprender aonde se encontrava o tesouro no final das contas.

O ensinamento nessa conhecida história é que o tesouro que procuramos está bem ali, no nosso próprio quintal. Mas para mim, existe um ensinamento ainda mais profundo no entendimento de que “ir para uma conexão” nunca é o objetivo final, mas sim o meio para alcançar um objetivo final. Não teremos completado o trabalho só por ter feito a viagem. É o que acontece depois que constitui a chave. Como José na história, precisamos retornar para as nossas vidas, para as nossas casas, e realizar ações com a Luz que recebemos. Yehuda Berg no seu Blog.

sábado, 31 de março de 2012

101 anos e correndo

Fauja Singh Bhai Ji, é sikh e corredor de maratonas. Ele é vegetariano, e tinha na época deste vídeo (abaixo) cerca de 97 anos. Hoje completou 101 anos
Em Outubro de 2011 correu a maratona de Toronto, Canadá! Ele diz que só começou a levar corrida a sério com a idade de 81 anos, quando se mudou para Londres ao partir da Índia, onde nasceu em 01 de abril de 1911. 

quarta-feira, 28 de março de 2012

O buraco da agulha

O "olho", ou buraco de uma agulha, tem sido usado em muitos aforismos como símbolo de uma abertura mínima. 
Aqui vai um deles:
- Abra para mim uma abertura que não precisa ser maior do que o buraco de uma agulha, e eu abrirei para você os portões celestiais. Zohar, citado no Blog Cabala - Sintonia Diária.
Conheça outros aforismos - de várias religiões, e que mencionam o buraco da agulha, aqui na Wikipedia.
www.CartoonsStock.com
 

Stats

Stat