sábado, 31 de dezembro de 2011

Stay Hungry, Stay Foolish

Permaneça faminto, permaneça bobo.
Conselho de Steven Jobs para uma turma de formandos, que ele leu originalmente na contra-capa da última edição do "The Whole Earth Catalogue", publicado por Stewart Brand nos anos 70. 


Bom Novo Ano a Todos!

teste

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Se eu pudesse novamente viver a minha vida / Eu colheria mais margaridas

Se eu pudesse novamente viver a minha vida,
na próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito,
relaxaria mais, seria mais tolo do que tenho sido.
Na verdade, bem poucas coisas levaria a sério.
Seria menos higiênico. Correria mais riscos,
viajaria mais, contemplaria mais entardeceres,
subiria mais montanhas, nadaria mais rios.
Iria a mais lugares onde nunca fui,
tomaria mais sorvetes e menos lentilha,
teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.
Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata
e profundamente cada minuto de sua vida;
claro que tive momentos de alegria.
Mas se eu pudesse voltar a viver trataria somente
de ter bons momentos.
Porque se não sabem, disso é feita a vida, só de momentos;
não percam o agora.
Eu era um daqueles que nunca ia
a parte alguma sem um termômetro,
uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um pára-quedas e,
se voltasse a viver, viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver,
começaria a andar descalço no começo da primavera
e continuaria assim até o fim do outono.
Daria mais voltas na minha rua,
contemplaria mais amanheceres e brincaria com mais crianças,
se tivesse outra vez uma vida pela frente.
Poema de Don Herold, escritor e humorista norte-americano, publicado em Outubro/1953, erroneamente atribuído a Jorge Luis Borges e a Nadine Strain.
Para quase todos nós, apenas se encerra um ano e começa outro logo mais.
Então, aproveitemos a inspiração deste poema.
Feliz Ano Novo!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O perdão só depende de quem perdoa

O perdão só depende de mim. Quando perdoo alguém por me ter magoado, não estou a justificar o seu comportamento. Estou a libertar-me da necessidade de sofrer pelo que alguém fez. Perdoo, deixo o ressentimento ir e sinto-me livre e mais poderoso!
Vera Faria Leal, via Blog Janela de Joana.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Realistas ou Moralistas?

Precisamos ser realistas porque não podemos confiar em sermos moralistas nós mesmos .
Louis Menand, explicando a visão realista de George Kennan no New Yorker.
George F. Kennan, por Ned Siedler, National Portrait Gallery, Smithsonian Institution

sábado, 10 de dezembro de 2011

O que é resiliência?

É a capacidade de enfrentar adversidades. Trata-se de um campo novo de estudos. Está ligado não ao patológico, mas ao que é positivo no ser humano. Existem seres humanos que conseguem aproveitar as coisas boas que recebem. E também os que só vêem o ruim. Destes, muitos se crêem credores do mundo.
Plinio Montagna no Caderno 2
Imagem do Blog Lounge Empreendedor

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

sábado, 3 de dezembro de 2011

Atados pelo elo

Nenhum homem consegue colocar uma corrente no tornozelo de seu companheiro sem finalmente encontrar a outra ponta apertada no seu próprio pescoço.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Em vez de procurar o sentido, sinta.



Coloque seu foco sobre alguém cujas ações não fazem sentido para você. E então esqueça se elas fazem sentido ou não. Em vez de procurar o sentido, sinta. 
Perceba o que o seu coração vê. (R.Yehuda Berg, no seu Blog Sintonia)
Imagem do Blog Purexemplo

sábado, 26 de novembro de 2011

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Aceitar e Receber 4 - Agradecendo

Apreciar e valorizar o que se recebe é a forma mais elevada de receber. 
Ao agradecer, e ao ouvir o som desse agradecimento se dissipando no ar, perceba as sensações positivas de gratidão. 
Baseado no texto do R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog Sintonia.
Imagem do Blog 3aVisão

sábado, 12 de novembro de 2011

O que é "brinkmanship"?

Brinkmanship é uma palavra de origem inglesa, e é uma estratégia que consiste em forçar uma situação inerentemente perigosa até a beira (brink) de um desastre, como forma de se alcançar o resultado mais vantajoso. Ocorre na prática em negociações de política externa, relações laborais e em estratégia militar. 
A segunda parte da palavra (manship) tem, mais ou menos, a ver com o conceito "valentão". Isto porque o sucesso do brinkmanship ocorre na medida em que o oponente é forçado a ceder e fazer concessões, acreditando que há disposição para uso de métodos violentos e extremos. Um pouco mais forte do que "Ganhar no Grito" (Veja o significado desta expressão no Blog Vermelho). Não deixa de ser um tipo de bullying!
Fonte: Wikipedia
Imagem do Blog Armazem Geral

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Se uma pessoa tem uma preocupação em seu coração, deve falar sobre ela


A capacidade de enxergar a verdade sobre coisas que antes não conseguíamos enxergar.
deixar ansiedadeParece bom, mas é um tanto assustador, não acha? Enxergar a verdade nem sempre é uma experiência agradável, especialmente se for algo que você não queira enfrentar ou que demande mudança. Geralmente, tentamos “enxergar” pedindo conselhos às pessoas. Quando se trata de uma questão pessoal, precisamos da confirmação de amigos. Quando é uma decisão de negócios, buscamos validação junto a profissionais. Queremos sempre uma opinião.
No entanto, é interessante notar que na maioria das vezes não procuramos conselhos naquelas áreas em que pensamos ser fortes ou conhecer bem. Mas nas outras áreas, prontamente aceitamos conselhos.
Também há vezes em que temos ideias ou teorias sobre alguma coisa, e para provar nosso ponto, buscamos as pessoas que concordam conosco. No entanto, isso não é buscar conselho de verdade, certo? É mais como uma validação intencional.
Existe um ditado em aramaico no Zohar que diz: “Se uma pessoa tem uma preocupação em seu coração, deve falar sobre ela”. Diz que se mantivermos aquela preocupação dentro de nós, só a enxergaremos do ponto de vista da nossa correção; mas se a externarmos, então poderemos aprender.
Quando temos alguma questão em nossa mente ou quando estamos preocupados, é porque nosso receptor (nossa capacidade) se encontra limitado. O que quer que esteja dentro de nós, só conseguimos pensar sobre aquilo dentro da nossa perspectiva limitada. Só conseguimos ver as coisas de uma única forma. Não enxergamos o que tem que ser visto e que fica perdido.
Se uma minhoca está dentro de uma maçã, sua visão do mundo é de que ele é algo branco e úmido. Mas se ela consegue sair, o que vê? Existe todo um mundo lá fora com uma paisagem diferente. É assim que vivemos. Só enxergamos o que pensamos que somos – não o que realmente somos. Precisamos de outros pontos de vista para enxergar a verdade.
Desta forma, é importante falar sobre as nossas dúvidas ou sobre as coisas que passam pela nossa mente, mesmo quando não é fácil.
Se existe um problema difícil, é porque existe uma klipá (camada de negatividade) a ser quebrada. Existe energia negativa que deve ser exposta. Se não permitirmos que se exponha, então não conseguiremos enxergar o problema, e nem os outros conseguirão.
Agora, só resta uma pergunta: De quem obter conselhos? Temos que encontrar pessoas que tenham valores similares aos nossos, o que significa que temos que nos assegurar de que estejam se transformando espiritualmente, que sejam seres que compartilham. Além disso, devemos buscar conselho de pessoas que tiveram sucesso nas áreas em que queremos mudar.
O Zohar nos ensina que existe um paradoxo quando pedimos conselho: às vezes, podemos escutar o que pensamos ser o melhor conselho, mas ele pode acabar se tornando o maior Satan em nossa vida. Se antes não tivermos a confirmação de que a pessoa a quem estamos consultando está envolvida em compartilhar e comprometida com o trabalho espiritual, então não devemos escutar seu conselho – e mais ainda, nem mesmo PEDI-LO!
Escutar as pessoas erradas é a razão por que caímos no nosso destino ao invés de nos elevar acima dele.
Em outra observação, o Zohar diz que esta semana temos a capacidade de nos vacinar em todos aqueles aspectos onde não temos a Luz presente. Podemos fazer qualquer coisa! Não existem limites para o que podemos alcançar. Se existem áreas problemáticas em sua vida, das quais você não consegue se livrar, você poderá obter a visão interna e a força para corrigi-las.
Às vezes, nosso pensamento racional é limitado, mas nosso receptor não é! Coisas ilógicas, que parecem maiores do que nós, aparecerão para nos mostrar como nosso receptor é grande e como podemos lidar com aquilo. Busque o inesperado de fontes desconhecidas; não caia na limitação dos cinco sentidos. Se você achar que já compreendeu tudo, com certeza não sabe nada.
Mergulhe no momento mais assustador e saiba que você será capaz de lidar com ele. Peça ajuda, mas faça perguntas verdadeiras, aquelas que são desconfortáveis de fazer e mais difíceis ainda de ouvir as respostas. É aí que se esconde o verdadeiro potencial para o crescimento.
R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog Sintonia.

sábado, 5 de novembro de 2011

Aceitar e Receber 3 - É desse jeito mesmo?

Hakuin era um mestre Zen muito respeitado por seus vizinhos e considerado um homem santo.
Um dia, uma moça muito bonita que morava perto de sua casa ficou grávida. Seus pais ficaram furiosos mas a moça não quis dizer quem era o pai da criança. Por fim, revelou-lhes que o pai era Hakuin. Com muita raiva, os pais foram ao mestre, mas tudo o que ele disse foi :
- É desse jeito mesmo?
Quando a criança nasceu foi levada a Hakuin. Ele já havia perdido sua reputação mas isso não o perturbava. Ele passou a cuidar da criança com todo carinho, dando-lhe tudo o que necessitava.
Um ano mais tarde, não suportando mais a situação, a mãe da criança contou a seus pais que o verdadeiro pai era um jovem que trabalhava no mercado de peixes. Então os pais da moça foram até Hakuin, desculparam-se muito, imploraram seu perdão e pediram a criança de volta.
Enquanto entregava a criança de boa vontade o mestre simplesmente falou:
- É desse jeito mesmo?
Zen Koans e Seishinkanzenna
Hakuin Ekaku, 1685-1768, Two Blind Men on a BridgeVia Blog Japan Society 

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

sábado, 29 de outubro de 2011

Eu sinto, logo, eu posso ser livre

Os pais brancos nos disseram, eu penso, logo existo, e as mães negras em cada um de nós - poetas sussurram em nossos sonhos, eu sinto, logo, eu posso ser livre.
Audre Lorde, no seu livro Power, Oppression and the Politics of Culture: a lesbian/feminist perspective via The English Corner
Citada pela escritora turca Elif Shafak no TED, vídeo abaixo, postado no blog Sabedoria Islâmica:

sábado, 22 de outubro de 2011

Consciência e Ruptura

Consciência exige uma ruptura com o mundo que nós acreditamos garantido; então velhas categorias de experiência são postas em cheque e revisadas.
Shoshana Zuboff, via BrainyQuote
Imagem do Site Culturamix

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Vazio? Hora de acordar!

Quando você ainda se sente vazio, mesmo estando em um caminho espiritual, é porque o universo está lhe dizendo para acordar.
R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Imagem do Blog Apontando Estrelas

sábado, 15 de outubro de 2011

Depende de como você vê 2 - Negociação

Alguns vêem a negociação como barganha. 
Eu a considero uma oportunidade de criar, inovar, explorar e enriquecer um novo universo de possibilidades dentro de um e com o outro.
Enrique Fernandez Longo, no seu livro La Negociación Inevitable

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Construir uma ponte com os inimigos

Imagem do Site Poesias O Melhor da Web
Construir uma ponte que leve ao poder acima de você requer construir uma ponte com as pessoas ao seu redor – tanto amigos, quanto inimigos. Você não consegue uma coisa sem a outra. R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.

sábado, 8 de outubro de 2011

O dano que me mostra o outro caminho

Aquele que me faz dano, está a dar-me a oportunidade de eu descobrir um bem maior na minha vida, de descobrir outro caminho mais favorável para mim.
Vera Faria Leal, no seu livro O Poder Do Amor, via Janela da Joana 


Imagem do Blog Josephinenr

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Abra mão desses dois pensamentos

Há dois pensamentos dos quais uma pessoa bem sucedida tem que abrir mão:
  • Não vou conseguir nunca.
  • Já cheguei onde queria chegar.
R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Colisão das duas galáxias, VV 340a e VV 340b, foto da NASA

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Qual é a função das narinas? Unificando emoção e Intelecto

Cada uma das duas narinas humanas serve a uma função espiritual distinta.  Uma leva a essência espiritual do ar ao cérebro, enquanto a outra leva a essência espiritual do ar ao coração.
O cérebro é a sede da nossa inteligência e o coração é a fonte das nossas emoções.
Odores agradáveis penetrando pelas narinas, tais como salva ou incenso, podem trazer equilíbrio e unificação entre as emoções e o intelecto, ajudando a assegurar que suas ações sejam tanto sábias quanto amorosas.

R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Imagem do Blog Tricotando Fonoudiologia

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Basta descobrir a força oculta do ego

A paz mundial será alcançada quando um número suficiente de pessoas reconhecer a força oculta exercida pelo ego e por acreditarem ter automaticamente direito às coisas em suas vidas. Mas a verdade é, não viemos a este mundo para derrotar essa força oculta; simplesmente descobri-la é suficiente.
Quando soubermos que ela é a causa de nossos problemas, automaticamente  pediremos que seja removida de nossas vidas.

R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.


Imagem do Blog Em Busca de Prajna

sábado, 17 de setembro de 2011

Felicidade: um sentimento simples

Faça o que for necessário para ser feliz. 
VilaMundo.Com.Br
Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. 
Mario Quintana, via Mensagens Mágicas.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Qual é o propósito da oração?

O propósito da oração é derramarmos nossa alma e falarmos com nosso coração, de modo que possamos nos conectar com nossa própria fonte de Luz, ou seja, o Criador.
R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.


Dê uma olhada -> aqui
Imagem do Blog Armazém da Lu

sábado, 10 de setembro de 2011

Quem tem o Poder?

- O Medo. É a constante. O poder é nosso, até que temos medo e o entregamos ao que vai nos proteger de nosso medo. O outro o recria, o estimula e o amplia e (assim) confirmamos a eficácia de seu método, submetendo-nos a ele.
Enrique Fernandez Longo, no seu Blog En borrador y en voz alta.
Imagem do Site A Grande Fraternidade Branca

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Como se estivesse empurrando uma rocha

Havia certa vez um homem que tinha um enorme desejo de agradar a Deus. Então ele rezou dia e noite até que um dia uma Voz lhe disse: 
- Quero que você vá e empurre uma grande rocha.
O homem acordou na manhã seguinte muito animado e saiu em busca de uma grande rocha. Ele começou a empurrá-la mas nada aconteceu, e assim ele passou o dia todo tentando.
No dia seguinte ele fez a mesma coisa, mas a rocha não se mexeu nem um milímetro. Ele continuou a tentar durante os três meses seguintes, até que um dia ele ficou tão frustrado que parou de empurrar.
Naquela noite ele teve um sonho onde a Voz lhe perguntava: 
- Por que você parou de empurrar? E ele respondeu: 
- Não aconteceu nada.
- Não aconteceu nada? Olhe para você! Veja como você se tornou determinado e focado. Veja como seus músculos estão poderosos agora. Você não é mais a pessoa que era quando começou. Além disso, eu não lhe disse para fazer a rocha se mexer. Eu lhe disse para empurrá-la. Eu vou fazer a rocha se mexer quando for a hora.
Continue a empurrar a sua rocha. Ela irá se mexer na hora certa, no momento perfeito, quando você menos esperar. E coisas incríveis estão acontecendo, mesmo que você ainda não esteja percebendo.
R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Sisyphus em La Defense, Paris, no Blog  Clear Ready

sábado, 3 de setembro de 2011

Destino 12 - O que é o Gato de Schrödinger?

É um experimento mental proposto para questionar o entendimento da Interpretação de Copenhague na mecânica quântica, segundo a qual um sistema onde pode haver superposição de estados se torna um, ou outro, somente quando uma observação acontece.
No experimento mental de Schrödingerum gato, junto com um frasco contendo veneno, é posto em uma caixa lacrada protegida contra incoerência quântica induzida pelo ambiente. Se um medidor detectar radiação então o frasco é quebrado, liberando o veneno que mata o gato. A mecânica quântica sugere que, para o observador externo, depois de um tempo o gato pode estar simultaneamente vivo e morto, ou seja as duas possibilidades coexistem entrelaçadas. Como num filme que pode ter dois finais opostos. 
Mas, no momento que o observador olha dentro da caixa, naquele momento específico, apenas vê o gato ou vivo ou morto, não a variação teórica de possibilidades de vivo e morto. 
MWI Schrodingers cat
Imagem do Site Commons Wikipedia

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Como entender o conflito entre pais e filhos?


Antes de serem concebidos, os filhos escolhem os pais. Quando uma alma está no Mundo Superior, escolhe o pai e a mãe que serão capazes de lhe oferecer o DNA físico e espiritual necessário para que alcance a transformação pessoal pela qual ela vem a esta vida.
A criança e seus pais criam mutuamente a oportunidade de crescer, evoluir e se transformar.
Essas oportunidades se tornam especialmente óbvias nos conflitos entre pais e filhos.

R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Imagem do Site CBA

sábado, 27 de agosto de 2011

Destino 11 - Édito do Céu

O édito do Céu não é imutável.
Mencius, citado no livro de mesmo nome, pag. xiii. (Há uma discussão interessante sobre Determinismo Moral x Destino Cego (Blind Fate), neste livro de Ning Chen).
(Céu; Destino) Imagem do Site AArweb

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Como você se trata?

Tratar outras pessoas com bondade e sem julgamento começa com como você se trata. Você não pode dar o que não tem. Encontre formas de sentir o seu valor. Isso o ajudará a entrar em contato com sua grandeza e a revelar a Luz na vida das outras pessoas que você foi designado a revelar.

R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Imagem do Blog  Marizingaro

sábado, 20 de agosto de 2011

O que é viés de confirmação?

Viés de Confirmação (Confirmation Bias, Confirmatory Bias)  em psicologia cognitiva é "a tendência a pesquisar ou interpretar informação de forma a confirmar nossos preconceitos, levando a erros estatísticos.
Há um bom artigo sobre isto aqui no Blog Querido Leitor e outro aqui no Blog Vox Populi
Photobucket
Imagem do Site Mind And Brains

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Todos nos afetamos

Houve uma vez um homem sábio que tinha um jumento que jamais comia dos campos de outras pessoas. Ele servia a seu mestre completamente. Pois, o sábio homem se tornou tão elevado que até mesmo o seu jumento se elevou com ele.
O que você faz afeta todos ao seu redor. Quando você cresce, seus filhos, cônjuge e até mesmo os seus bichos de estimação crescem com você. O contrário também é verdadeiro. Quando você cai, você afeta a todos eles.
R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Imagem do Site Vida.Net




quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Qual é o propósito da reza?

Se uma pessoa reza e continua sendo a mesma pessoa no fim das contas, é como se não tivesse rezado. Pois, o propósito da reza é a transformação e não o louvor.
O mesmo vale para toda ação espiritual. Se você quer se conectar com os milagres que essa ação está destinada a atrair, olhe para dentro e veja se depois da ação você continua sendo a mesma pessoa.
R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
thich-nhat-hanh-bell
Imagem do Blog Paz A Cada Passo

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Como andar de bicicleta

Nosso esforço expressa um profundo desejo em nossa alma. É parte de nosso processo nesta vida. Não conseguimos andar de bicicleta na primeira vez que tentamos e esse mesmo principio se aplica ao trabalho espiritual.
R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Imagem do Blog Memórias Marcantes

sábado, 30 de julho de 2011

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A que temos direito?

A sensação de que temos direito às coisas é uma barreira bloqueando a plenitude. Sentir que merecermos receber somente porque compartilhamos conduz apenas a julgamento, frustração e depressão.
Vale lembrar-se de que nada nos pertence, e que quanto mais nos sentimos com direito a algo, mais estamos afastando bênçãos de nós. 
Humildade. Humildade. Humildade. R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Foto de Thomas Rucker via Aliciante

Stats

Stat