quarta-feira, 27 de julho de 2011

A que temos direito?

A sensação de que temos direito às coisas é uma barreira bloqueando a plenitude. Sentir que merecermos receber somente porque compartilhamos conduz apenas a julgamento, frustração e depressão.
Vale lembrar-se de que nada nos pertence, e que quanto mais nos sentimos com direito a algo, mais estamos afastando bênçãos de nós. 
Humildade. Humildade. Humildade. R.Yehuda Berg, via newsletter do seu Blog.
Foto de Thomas Rucker via Aliciante

4 comentários:

  1. Parabéns a você também!
    E também gostei muuuito da foto!
    Abraços!
    caahploc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. é.... uma bordoada heim! É bem, da gente se sentir no direito das coisas, ter esse tipo de soberba, de vaidade. Difícil essa vida..... vou ter que vender a égua....hehehehe

    ResponderExcluir
  3. Gostei do pit stop de vocês duas!

    ResponderExcluir
  4. Seu Noé!!! Que comentário mais bonito você deixou ali, naquele outro lugar... rsrs!
    deixo-lhe eu, meu sorriso de sol nascente, e meus olhinhos quase se fechando com o riso largo que surgiu em meus lábios ao lê-lo! No que o faço, já me deixo aqui, do mesmo modo que o fez lá... E como não economizo desse deixar-se, deixo logo um abraço também, e a felicidade pela leitura aqui encontrada!!! ^^

    Esteja muito bem moço!!!

    ResponderExcluir

Stats

Stat