domingo, 24 de julho de 2011

Tempo e trabalho 1

Havia um homem que queria transcender o seu sofrimento. Então, dirigiu-se a um templo budista para encontrar um Mestre que o ajudasse. Dirigiu-se ao mestre e perguntou: 
- Mestre, se eu meditar quatro horas por dia, quanto tempo levarei para me transcender?
O Mestre olhou para ele e disse: 

- Se meditares quatro horas por dia, talvez te transcendas daqui a dez anos.
Pensando que poderia fazer melhor, o homem, então, disse: 

- Oh, Mestre, e se eu meditasse oito horas por dia, quanto tempo levaria para me transcender?
O Mestre olhou para ele e disse: 

- Se meditares oito horas por dia, talvez te transcendas daqui a vinte anos.
- Mas porque razão levarei mais tempo se meditar mais? perguntou o homem.
O Mestre respondeu: 

- Não estarás aqui para sacrificar a tua alegria ou a tua vida. Estás aqui para viver, ser feliz e amar. Se podes fazer o melhor possível em duas horas de meditação, mas, em vez disso, gastas oito horas, apenas te irás cansar, não conseguirás o objetivo e não gozarás a vida. Faz o melhor possível e, talvez, aprendas que não importa quanto tempo leves a meditar, poderás viver, amar e ser feliz.
Don Miguel Ruiz no livro Os Quatro Acordos, via A Janela de Joana
Nanquim sobre Papel da Galeria de Akatombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Stats

Stat