sábado, 28 de junho de 2008

Se o valor se encontra na ...

Se o valor se encontra na audácia, se mata.
Se o valor está em não prejudicar, se dá vida.

E os dois são ora benéficos, ora maléficos.
Poema 73
Dao De Jing (Tao Te Ching), escrito por Lao Tse.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Dez coisas que levei anos para aprender... por Luis Fernando Veríssimo

1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom ou empregado, não pode ser uma boa pessoa.
(Esta é muito importante. Preste atenção, nunca falha).
2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.
(Está cheio de gente querendo te converter!).

3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.
(Na maioria das vezes quem está te olhando também não sabe! Tá valendo!).

4.
A força mais destrutiva do universo é a fofoca.
(Deus deu 24 horas em cada dia para cada um cuidar da sua vida e tem gente que insiste em fazer hora-extra!).

5.
Não confunda sua carreira com sua vida.
(Aprenda a fazer escolhas!).

6.
Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.
(Quem escreveu deve ter conhecimento de causa!).

7.
Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria 'reuniões'.
(Onde ninguém se entende... Com exceção das reuniões que acontecem nos botecos...)

8.
Há uma linha muito tênue entre 'hobby' e 'doença mental'.
(Ouvir música é hobby... No volume máximo às sete da manhã pode ser doença mental!).

9.
Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.
(Que bom!)

10.
Lembre-se: nem sempre os profissionais são os melhores. Um amador construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.
(É Verdade!).

Luis Fernando Veríssimo

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Mudança 0 - Mude, mas comece devagar...

"Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade." O site pensador atribuiu a Clarice Lispector
Porém, o Edson Marques me alertou que a frase é dele e está no seu Blog 
.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Há os que se queixam do vento...

  • Há os que se queixam do vento. Os que esperam que ele mude. E os que procuram ajustar as velas.
Ou nesta versão de William G. Ward:
  • O pessimista reclama do vento. O otimista espera que o vento mude. O realista ajusta sua vela conforme o vento. 

Este e os 3 Posts anteriores têm como fonte o site 4 Tempos
Foto do iPlay

domingo, 15 de junho de 2008

sexta-feira, 13 de junho de 2008

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Aceitar e Receber 1 - duas escolhas primordiais

Existem duas escolhas primordiais na vida: 
- Aceitar as condições como elas existem, ou
- Aceitar a responsabilidade de mudá-las.
Autor Denis Waitley
Imagem do Blog Love Me

Só há dois dias do ano nos quais nada pode ser feito ...

"Só há dois dias do ano nos quais nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã. Portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver."
Dalai Lama

Imagem do Site Dormiu

quarta-feira, 11 de junho de 2008

O Corpo Fala 1

O livro Fique de bem com seu cérebro foi escrito por Suzana Herculano-Houzel,
Editora Sextante. Ficar de bem com o próprio cérebro é cuidar para que ele funcione da melhor maneira possível − sempre. 
Leia algumas dicas:
- Cuidar bem da sua saúde física − o cérebro precisa do corpo.
- Identificar e cultivar os seus prazeres − eles são a base do bem-estar.
- Ouvir as suas emoções − elas são imprescindíveis para as boas decisões.
- Sorrir e buscar a felicidade − ela torna o corpo mais saudável.
- Saber a diferença entre tristeza e depressão − para respeitar a primeira e tratar a segunda.
- Tirar proveito do estresse agudoé surpreendente, mas ele tem efeitos benéficos.
- Lidar com a ansiedade − em doses saudáveis, ela é uma benção.
- Fazer as pazes com os remédios − às vezes os medicamentos são realmente necessários.

- Combater o estresse crônico − um vilão causador de muitos males físicos e mentais.

- Exercitar-se regularmenteisso pode funcionar como um "exilir da juventude".
- Dormir bem e bastante − descubra a importância das sonecas para o cérebro.
- Cultivar os relacionamentoso isolamento é um fator intenso de estresse social.
Leia o site da autora : CerebroNosso

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Cada um é responsável pela fisionomia que constrói

(Pode ser que ) "Ninguém é responsável pelo rosto que tem; mas, (é certeza que) cada um é responsável pela fisionomia que constrói". Lamentar-se não ajuda em nada. E as coisas não mudam de lugar sozinhas. Bom Trabalho.
Postado no BlogdaSuzi

quarta-feira, 4 de junho de 2008

A Cabeça do Brasileiro

Este é o título deste livro, interessante e que enterra muitos preconceitos, escrito pelo sociólogo Alberto Carlos Almeida (Ed. Record, 280 páginas). Para quem ainda acha que estudar não compensa, que a elite do país é burra, etc. aí vão alguns tópicos:

Quais são os valores da elite e do restante da população ? A pesquisa, base para este livro, demonstra isto claramente. Aí vão três perguntas e suas respostas:

Pergunta: se alguém é eleito para o governo, deve usar o cargo em benefício próprio ?
Respostas: concordam -
analfabetos, 40% ;
nível superior, 3%.

Pergunta: É certo usar o jeitinho para se livrar de multas ?
Respostas: concordam -
analfabetos, 57% ;
nível superior, 33%.

Pergunta: A polícia deve bater nos presos para que confessem seus crimes ?
Respostas – concordam –
analfabetos, 51%;
nível superior, 14%.

Conclusão do escritor: Sem um esforço para universalizar e qualificar a educação, a sociedade brasileira continuará atrasada material e moralmente.

Fonte:
PolibioBraga

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Sobre os Gurus

Sobre os Gurus é um conto do mestre Sufi Nasrudin:
Um famoso guru do povoado pretendia ser capaz de ensinar uma pessoa analfabeta a ler mediante uma técnica relâmpago.
Nasrudin saiu do meio do povo.
— Pois bem, me ensine então.
O guru tocou a testa do Hodja e disse:
— Agora vá imediatamente para sua casa e leia um livro.
Passada meia hora, Nasrudin voltou à praça do mercado com um livro nas mãos. O guru já tinha ido embora.
— E então, você é capaz de ler agora, Hodja? — perguntaram-lhe as pessoas.
— Sim, posso ler, mas este não é o caso. Onde está aquele charlatão?
— Como pode ser um charlatão se fez com que você conseguisse ler sem nenhum aprendizado?
Este livro, que provém de autoridades indiscutíveis, diz:
- “Todos os gurus são uma verdadeira fraude.
Leia mais contos de Nasrudin nos sites Cuidar do Ser,e SertãodoPeri, sugestão da Nanda.
Imagem do Blog Alluredh

Stats

Stat