sábado, 24 de novembro de 2012

Quando a cautela vira indecisão?



Mario Cortela, respondendo à pergunta acima, citou esta parte do Poema de Álvaro de Campos (Heterônimo de Fernando Pessoa) que resume bem esta ideia:

Não há que fazer nada 
Na véspera de não partir nunca.

Stats

Stat