sábado, 20 de setembro de 2008

Por que contar histórias?

Elie Wiesel conta que o grande Rabino Israel Shem Tov (Baal Shem Tov), quando via que os judeus estavam sendo maltratados, ia para a floresta, acendia um fogo sagrado, e fazia uma reza especial, pedindo a Deus que protegesse seu povo. E Deus enviava um milagre.

Mais tarde, seu discípulo Maguid de Mezritch, seguindo os passos do mestre, ia para o mesmo lugar da floresta e dizia:

- Mestre do Universo, eu não sei como acender o fogo sagrado, mas ainda sei a reza especial; escuta-me, por favor! E o milagre acontecia.

Uma geração se passou, e o rabino Moshe Leib de Sasov, quando via as perseguições ao seu povo, ia para a floresta, dizendo:

- Eu não sei acender o fogo sagrado, nem conheço a prece especial, mas ainda me lembro do lugar. Ajudai-nos, Senhor!. E o Senhor ajudava.

Cinqüenta anos depois, o rabino Israel de Rizhin, em sua cadeira de rodas, falava com Deus:

- Não sei acender o fogo sagrado, não conheço a oração, e não consigo sequer achar o lugar na floresta. Tudo que posso fazer é contar esta história, esperando que Deus me escute.

E contar a história foi suficiente para que o perigo se afastasse; segundo Wiesel, Deus criou o homem porque Ele adora histórias.

Fonte: Essa e outras histórias no site Guerreiro Da Luz

Stats

Stat